sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018




CNL 2018: apurados os vencedores do agrupamento 

 Concurso Nacional de Leitura 2018

Alunos vencedores que irão representar o Agrupamento na fase distrital: 
                          
                                 - 2.ºCiclo: Matilde S. Seixas, 6º B, EBS do Vale do Âncora
                                 - 3.º Ciclo: Francisco F. Ferreira, 8º B, EBS do Vale do Âncora
                                 - E. Secundário: Tatiana Caldas Rodrigues, 10º B, EBS S. Pais de Caminha

Obras lidas:
- 2.ºCiclo: A Fada Oriana de Sophia de Mello Breyner Andresen
- 3.º Ciclo: A Aia de Eça de Queirós
- E. Secundário: A Abóboda de Alexandre Herculano


terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Preston e o Lobo



Os alunos do 1.º ano da turmaVA1 estiveram na BE e ficaram a conhecer Preston, um porquinho muito simpático, um dos protagonistas da história De Repente! escrita e ilustrada por Colin McNaughton.
Todos se divertiram com este livro cheio de humor e de surpresas. Recontaram com entusiasmo os desaires do malogrado lobo.



sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

À descoberta de "Coisasdo Arco-da-Velha": Encontro com o autor



Imagem relacionadaNo dia 16 de fevereiro, a BE recebeu Jorge Esteves o autor da obra Coisas do Arco-da-Velha, Jorge Esteves.
Este encontro  proposto pela prof.ª Maria José Moreira, professora de E. Especial, em parceria com a BE, enquadrou-se a nível curricular no Programa da disciplina de Português de 5.º ano (domínio da Educação Literária) e no Currículo Específico Individual dos alunos NEE envolvidos (disciplina de Comunicação e Linguagem). Esta atividade proporcionou aos alunos a possibilidade de descobrir, pela voz do próprio autor, comunicador por excelência, as histórias que deram origem à grande quantidade de "frases feitas", que são comummente utilizadas por todos nós no nosso quotidiano.
 A obra Coisas do Arco-da-Velha é "o resultado de uma pesquisa orientada pelo amor à língua portuguesa e ânsia de conhecimento do autor que nos conduz a viagens no tempo, à descoberta da origem, ou possíveis origens, de cerca de 320 aforismos comummente usados neste nosso idioma. Frases feitas que, tendo ou não sofrido transformações ao longo do seu percurso, ainda vigoram nos dias de hoje..." (https://portal.autores.club/)
Os alunos das turmas B e D de quinto ano e os seus respetivos professores e diretores de turma, assim como os alunos de 9.º A, abrangidos pela medida CEI, prepararam o encontro com o apoio da professora Maria José Moreira. Selecionaram várias máximas, transcreveram-nas e registaram os seus comentários e as suas dúvidas com algumas ilustrações. No encontro, apresentaram ao autor os seus trabalhos.
Jorge Esteves, a partir dos trabalhos dos alunos e através de alguns provérbios, ditados populares, frases feitas..., explicou o caminho fascinante que esses adágios percorreram desde a sua origem (tão antiga quanto a própria linguagem) até aos nossos tempos.
Cativou os alunos ao relatar como se  formou a expressão Ter bichos carpinteiros e ao fazer várias referências culturais, nomeadamente à civilização romana e à produção de telhas para explicar o adágio Fazer as coisas em cima do joelho, à faina dos marinheiros para Morder os calcanhares...
Alunos e professores mostraram-se muito interessados e, por vezes, surpreendidos com as origens de certas expressões.
 O encontro finalizou com a intervenção do aluno do 9.º A, Miguel S. que ofereceu ao autor um cartaz alusivo ao aforismo Estar -se nas tintas. O Miguel deu a conhecer a possível origem à assistência, ao explicar que as vestes de um pintor estão sempre manchadas com tintas e, como os pintores não se importam de usar essas vestes, surgiu a expressão"está-se nas tintas".
O Miguel referiu, de seguida, outra expressão com o mesmo significado "estar-se marimbando" e explicou que os tocadores do instrumento de percussão, a marimba, ficam de tal forma envolvidos pela sua música que esquecem tudo à sua volta, ou seja, "estão-se marimbando" para tudo!
O autor comentou que tinha dúvidas quanto à origem dessas expressões e que, através as suas pesquisas, ainda não tinha conseguido uma resposta satisfatória, prova de um trabalho exigente.
No final, o autor Jorge Esteves comunicou a sua satisfação pela participação e interesse dos alunos e ofereceu um exemplar da sua obra Coisas do Arco-da-Velha à nossa BE!

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

O Carnaval dos Animais

O Carnaval dos Animais de Camille Saint-Saëns
Sinopse
O Carnaval dos Animais é uma fantasia zoológica e musical composta por Camille Saint-Saëns (Paris, 1835 - Argel, 1921) para a Terça-feira de Carnaval de Paris de 1886. Inspirado nesta obra, o texto, poético e delicado, de José António Abad Varela interpreta as catorze breves peças desta humorística composição musical, pensada em jeito de paródia, como a celebração do aniversário do rei da selva, o Leão, ao qual ocorrem os mais díspares animais, cujo desfile então começa…

Comentário de Pedro M. Silva:
"Cada um dos pequenos andamentos  – interpretados pela Academy of London – tem direito a uma ilustração só para si (da autoria de João Vaz de Carvalho), que se lê como um quadro, numa história (texto de José Antonio Abad Varela) que mostra que, na selva, é mesmo o leão quem tem a última palavra sobre quando deve começar a festa. Afinal de contas, é o seu aniversário que estamos a celebrar, e para além dos animais há também ossos e esqueletos fluorescentes que não dizem que não a um pé de dança. Música maestro, que a arca de Noé está a viver uma festa de arromba!" 

 Para descobrir este carnaval muito especial, clicar em:

Atividade:
Os professores de Ed. Musical responderam ao convite da BE e apresentaram a obra de C. Saint-Saëns às suas diversas turmas do 2.º ciclo. Em articulação com a Equipa da BE, fizeram a promoção do livro editado pela Kalandraka. Foram lidos pelos Amigos da BE e pela PB alguns excertos da história e depois  foram apresentadas as respetivas peças da composição musical. Os alunos curiosos e atentos seguiram os rugidos do Leão e o canto do Cuco e divertiram-se ao descobrir a peça sobre os fósseis. A apresentação musical foi realizada em suporte digital.










sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Concurso Nacional de Leitura:Provas nas Escolas

Os alunos do 2.º ciclo que ficaram empatados na primeira prova desta etapa, realizaram na BE, na última quinta-feira, uma segunda prova para apurar o vencedor deste nível de ensino. O aluno vencedor representará o Agrupamento na fase distrital do Alto Minho.




Carnaval, Carnaval...

Alunos do sexto realizaram exercícios no âmbito da Literacia da Informação: tiraram apontamentos e recolheram informações divulgadas na exposição da BE e em suporte digital, para explicar as origens do Carnaval e as várias tradições carnavalescas.
Os alunos mostraram-se empenhados e surpreendidos por descobrir tradições que eles não conheciam.




quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

À descoberta de uma obra...

Alunos de sexto ano realizaram, individualmente, prepararam atividades de Oralidade e de Expressão Escrita, a partir do visionamento da apresentação da obra Hugo e Eu e as Mangas de Marte pelo próprio autor, Richard Zimler (produzido pelo Plano Nacional de Leitura, no âmbito do programa Ler + Ler melhor).
Este programa tem como objetivo promover a leitura e divulgar todas as novidades da edição livreira nos mais diversos géneros e para todas as idades.

Ler + Ler melhor: Hugo e Eu e as Mangas de Marte



Os alunos visionaram com muita atenção o vídeo e recolheram informações sobre a obra Hugo e Eu e as Mangas de Marte, a partir de um guião. Os alunos realizaram, de seguida, o tratamento dessas informações e, a nível individual, produziram  uma sinopse/ um sumário da obra apresentada.