segunda-feira, 15 de maio de 2017

Encontro com a escritora Margarida Fonseca Santos: opiniões dos alunos de 6.º ano



ENCONTRO ESCRITORA MARGARIDA FONSECA SANTOS

O encontro com Margarida Fonseca Santos agradou-me muito e fiquei a conhecer uma escritora fantástica.
Foi simpática e cativou o seu público, falando sobre si, com histórias inventadas, ou até sobre experiências que ela teve ao longo do tempo. Por exemplo, falou-nos de como trocou a vida de professora de piano pela vida de escritora ou contou-nos sobre um rapaz que a fez chorar de alegria e orgulho, no encontro numa escola.
Esse momento foi muito importante para mim, pois fez-me perceber que, às vezes, os nossos objetivos mudam, mas nunca devemos deixar de lutar pelo que queremos.
Rodrigo J., 6.ºA
Este encontro foi importante para ensinar-nos que ler livros e escrever trazem mais conhecimento e mais interesse pelos outros.
Rúben P., 6.ºD
Eu achei o encontro com a escritora importante, porque me fez pensar sobre vários assuntos, como por exemplo, não ter medo de enfrentar os nossos problemas. Também acrescentou que as suas obras dizem para ter esperança e nunca desistir.
Ricardo C., 6.ºD
Margarida Fonseca Santos, alegre e brincalhona, cativou-me pela maneira como comunicava: expressava-se também com as mãos e fazia mímicas.
Aprendi muito sobre as suas obras, que eu desconhecia, mas agora quero lê-las todas!
Achei importante o encontro com a escritora, pois despertou a nossa atenção para os sentimentos e para a importância da leitura.
Maria Eduarda L., 6.ºD
Eu achei o encontro muito agradável, porque a escritora Margarida Fonseca Santos contou-nos uma história que acompanhou com uns gestos engraçados e palavras simples e concluiu que se pode resolver todos os problemas. Foi muito simpática a responder a todas as perguntas que os alunos lhe fizeram.
O que me deu mais pena foi saber que a escritora tinha uma doença crónica. Também fiquei triste quando contou que uma prima do pai tinha sido torturada, durante a ditadura.
Eu gostei muito de conhecer a autora Margarida Fonseca Santos e, no fim da sessão, comprei o livro “7x25 Histórias da Liberdade”. 
Diogo C., 6.ºB
Este encontro com a autora foi muito bom. Ficamos todos a saber que afinal, nem todos os escritores são sérios e usam palavras caras para mostrar a sua sabedoria. São divertidos e com um ótimo sentido de humor, como nos provou Margarida Fonseca Santos. Neste caso, a escritora interagiu muito bem connosco.
Matilde R., 6.º A
Achei a escritora muito simpática e gostei da forma como respondia às nossas perguntas, pois desenvolvia muito bem as suas respostas, falando um pouco mais além das nossas questões.
Fiquei com curiosidade para ler o seu livro “Bicicleta à chuva”, que apresenta um adolescente que sofria de bullying, porque, eu interesso-me muito por esses assuntos.
Penso que este encontro foi importante para motivar os alunos a ler e a querer saber mais sobre livros, e até sobre a vida da autora.
                                                                                                                             Francisca D., 6.º A
Eu apreciei bastante a forma como a escritora falava com os alunos, porque conseguiu cativar o seu público. Gostei também das histórias que a escritora nos contou, especialmente a da menina que a inspirou para escrever a obra “Bicicleta à Chuva”, foi a que me tocou mais.
Acho que o encontro foi muito importante para percebermos que, muitas vezes, as obras mais tristes são inspiradas em histórias verdadeiras, e que há sempre uma solução para os nossos problemas.
Gabriela A., 6.ºA

Gostei muito do encontro, porque a escritora é muito cómica e cativa a plateia.
Achei muito útil as técnicas de escrita que nos ensinou (como usar o “s” e o “z” em algumas palavras). Também apreciei a forma como a escritora comunicava connosco.
Para mim, o encontro foi de grande importância, uma oportunidade única, porque fica uma recordação para a vida.
Valéria F., 6.ºA
Gostei do encontro com Margarida Fonseca Santos, porque aprendi muito com as suas respostas às nossas perguntas. Deu-me a conhecer a vida de uma escritora, e o trabalho que é ser escritora.
Também gostei do modo simpático com falou e da história que nos contou, sobre um rapaz e uma bruxa.
Pensava que ia ser um bocado aborrecido, pois com tantos alunos a fazerem perguntas tínhamos que esperar pela nossa vez, mas não foi nada disso, porque a autora, a cada pergunta feita, contava uma história que tinha acontecido com ela, mas relacionada com a pergunta.
Para mim, foi o melhor encontro que tive com uma escritora!
Daniela A., 6.ºA
Fui à biblioteca escolar para um encontro com a escritora Margarida Fonseca Santos. Fiquei logo interessada na história divertida que ela nos contou, no início. Achei um encontro fantástico!
                A escritora é muito simpática e estabeleceu uma relação de amizade com o seu público. Foi muito engraçado verificar que ela compreende a idade e os problemas por que estamos a passar!
Gostei do que contou ao longo do encontro, mas registei estas duas frases: “Como devem perceber eu não ando aqui a dar lições de moral!” ; “ Vocês devem imaginar a minha felicidade quando ganhei o meu primeiro comboio, eu só tinha bonecas e não me dava muito bem com elas, eu usava-as para lhes cortar o cabelo e os meus pais não achavam muita graça a isso!”.
Adorei, espero que venham mais escritores como a Margarida Fonseca Santos, pois eu fiquei muito impressionada e animada, fez-me entender mais sobre a vida de um escritor!
Mafalda B., 6.º A
Gostei da atividade com a escritora. Foi divertida, pois a autora fez-nos rir e tentou sempre nos animar. Uma das situações de que mais gostei, foi quando a escritora nos contou que tinha ido a uma escola, que um menino a elogiou e ela começou a chorar. O menino, entristecido, disse que pensava que estava a dizer uma coisa boa.
Este encontro foi importante, pois Margarida Fonseca Santos sugeriu-nos livros que podemos ler, quando estamos sem ideias!
Carolina A., 6.º A

Nenhum comentário:

Postar um comentário